Falar da dor…

Falar daquilo que dói em nós nem sempre é o que queremos, com por exemplo, um exame de sangue de rotina que anualmente precisamos fazer, ou qualquer outra coisa que nos cause uma dor mesmo que momentânea, mas que é necessário passar por ela.

Falar daquilo que dói em nós é sermos obrigados a lembrar de algo que faz parte da nossa vida mas por algum motivo, deixamos de perceber, até chegar ao ponto deste que foi esquecido gritar e nos fazer sentir a dor da lembrança e da importância dele. Por exemplo, o nosso coração! Quantas pessoas hoje comem, se drogam, e não se exercitam e sem perceber o mal que estão trazendo. Por não terem uma dor que as façam lembrar do erro que estão cometendo, muitas vezes em algum momento da vida o peito irá doer e o coração irá “falar da dor” que por muitos anos foi obrigado a suportar.

Imagem

Falar da dor significa lembrar-nos dos erros que cometemos, amizades que perdemos, parentes que nunca mais vemos… O que precisamos aprender é que muitas vezes a dor nos ensina! Sim, não precisamos ir muito longe. Basta ler Isaías 53:3  ” Era desprezado e rejeitado pelos homens, homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e como um de que os homens escondiam o rosto, era desprezado e não fizemos dele caso algum…”

Falar da nossa dor! Sim, hoje convido você a lembrar de onde você já caiu em sua vida, pecados que cometeu e entender o quanto você é limitado e frágil, capaz de ter uma atitude que pode gerar uma ferida tão grande que deixará cicatrizes terríveis.

Falar da dor é sempre reconhecer que haverá pessoas com mais dores do que nós, pessoas com sofrimentos maiores e mais profundos que os nossos, e com isso reconhecermos o quanto Deus nos tem abençoado.

Imagem

A vida é repleta de dores e falar delas ou nelas não é pecado. Pecado é tentar ser como um leproso que é insensível a dor, ou que despreza a seriedade da frieza de não querer sentí-la. Se não sentirmos a dor, corremos o risco de morrermos e nem percebermos o que nos matou. 

Lembre-se sempre da dor que Cristo passou por você, entenda que Ele não precisava de nada disso, mas… O amor leva você até mesmo a sofrer a dor de quem você ama!

FALAR DA DOR deve sempre levar você ao calvário, reconhecendo que nossa dor momentânea e passageira não será, em momento algum maior do que a dor que Ele sofreu para que hoje pudéssemos desfrutar da cura.

Imagem

André Valadão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s