Da dor da perda ao consolo

O Espírito Santo de Deus está à sua disposição para consolar você no momento de uma perda

A morte é a coisa mais certa que temos em nossa vida. O natural neste mundo é nascer, crescer, reproduzir e morrer. Mas nós não sabemos lidar com ela. Na Bíblia lemos: “Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos.” (Salmos 116.15) E Paulo nos ensina a encará-la como algo corriqueiro, que não nos abala, mas nos une ao Pai quando fala: “Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro.” (Filipenses 1.21)

Quando perdemos um ente querido, sofremos, choramos desesperadamente como se não houvesse mais vida para nós. Somos criados com alma, por isso, é normal sofrermos a dor da perda. Deus sabe tanto disso que enviou a nós o Espírito Santo, consolador. “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre.” (João 14.16) Ele está perto de nós, chorando conosco, e intercedendo ao Pai por nós com gemidos inexprimíveis (Romanos 8.26).

A dor um dia passa. A saudade do nosso ente fica, mas já não há dor. Pois, o consolo vem e nos faz ter paz. Essa paz excede a todo o entendimento e guarda os nossos corações e nossos sentimentos em Jesus (Filipenses 4.7). Sendo assim, superamos a partida dessa pessoa e entendemos que em breve nos encontraremos na glória. Se essa pessoa não tinha Jesus como seu salvador, confiamos que Deus fará o seu juízo e a vontade dele prevalecerá, por isso, não há o que sofrer. Pois, a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável (Romanos 12.2).

O tempo é o aliado para superarmos a perda. Deus não cobra de nós que saibamos lidar facilmente com a dor. Mas Ele oferece a sua mão, pois, Jesus mesmo chorou a morte de Lázaro (João 11.35). Ele entendeu o que a morte provoca no homem, tristeza. “Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes.” (Jeremias 33.3) Jesus é o maior interessado em cuidar da sua dor.

tristeza_imagem-290x251

Você quer que a dor passe? Não se desespere. Deixe a sua fé entrar em ação e ser mais forte que o vazio que ficou sem essa pessoa ao seu lado. Chore aos pés de Jesus, seja franco(a) com ele e permita-se sentir a dor. Quando você se permite chorar e sofrer, você busca o consolo em Deus. Porque somente Ele é a esperança para superarmos nossas limitações.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” (Mateus 11.28) Quando sofremos, mas confiamos em Deus e cremos que Ele nos dará o consolo, ficamos longe da depressão e da loucura. Sentimos a dor durante o tempo que é normal, depois começamos a entender que a lembrança e a saudade vão nos acompanhar até o dia da eternidade. Mas já não choramos por isso, nos alegramos. Fechamos qualquer brecha para o inimigo tentar nos enganar, nos fazendo pensar que nosso ente está vagando pelo mundo e está nos vendo. Compreendemos que era o tempo dessa pessoa ter partido e que o nosso tempo também chegará.

Você precisa se conformar que era o tempo do ente partir. A partir daí, você permite ao seu coração receber o consolo do Pai, e a paz. Você não deixa que a dor da saudade o impeça de viver e buscar a Deus. Mas fica preparado(a) para encarar novos desafios, aprendizados e oportunidades na vida. Até que chegue o seu tempo, e você parta com a tranquilidade de missão cumprida. “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.” (Jeremias 29.11)

Stephanie Zanandrais

stephanie.zanandrais@lagoinha.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s