Evangelização, uma tarefa inacabada

Igrejas do mundo inteiro se reuniram, há alguns anos, em Lausane, na Suíça para discutir a questão da missão da igreja. Após longos debates e apurados estudos, sintetizaram o propósito de Deus quanto à evangelização: “O propósito de Deus é o evangelho todo, por toda a igreja, em todo o mundo, a toda criatura”.

A evangelização é uma tarefa inacabada. Em 1963, quando o presidente americano John Kennedy foi assassinado em Dallas, no Texas, dentro de doze horas, a metade do mundo tomou conhecimento da sua morte. Jesus Cristo, o Filho de Deus, morreu na cruz há dois mil anos para nos salvar e quase a metade do mundo ainda não sabe dessa auspiciosa notícia.

pregar

Destacamos três aspectos fundamentais acerca da evangelização:

1. A evangelização é uma tarefa imperativa

A evangelização é uma ordem soberana e absoluta do Senhor da igreja à Sua igreja. Não evangelizar é um grave pecado de desobediência a um mandamento explícito de Jesus. Os quatro evangelistas registram a grande comissão de Jesus, bem como o livro de Atos. A evangelização não é uma opção, é um mandamento. Ela não está apenas ao alcance de alguns, mas, sim ao alcance de todos os membros da igreja. Todos os alcançados pelo evangelho são enviados a pregar o evangelho. Uma igreja que não evangeliza precisa ser evangelizada; uma igreja que não é uma agência missionária torna-se um campo missionário.

O universo inteiro obedece prontamente às ordens de Jesus. O mar escuta Sua voz; o vento atende Seu comando; a enfermidade bate em retirada quando Ele ordena; os anjos prontamente O obedecem; até os demônios se sujeitam à Sua autoridade. Seria a igreja a única a resistir às Suas ordens em todo o universo?

2. A evangelização é uma tarefa intransferível

Nenhuma instituição humana e terrena pode evangelizar. Essa missão é exclusiva da igreja. Os anjos gostariam de realizar essa gloriosa tarefa, mas Deus no-la confiou e não a eles. Somos embaixadores de Deus. Somos ministros da reconciliação. Somos agentes do Reino. Somos portadores de boas novas. A igreja é o método de Deus. Se falharmos, seremos tidos como culpados. Se o ímpio morrer na sua impiedade sem que o avisemos acerca da sua necessidade de se reconciliar com Deus, o Senhor cobrará de nós o seu sangue.

Evangelizar, portanto, é a mais nobre de todas as missões da terra. Anunciamos ao mundo a mais importante mensagem, a mais urgente, a mais necessária, da parte da Pessoa mais importante do universo. A evangelização é uma tarefa de consequências eternas.

3. A evangelização é uma tarefa impostergável

Não podemos adiar essa tarefa sem consequências trágicas. A evangelização não é uma tarefa para amanhã. Cada geração precisa levar o evangelho à sua própria geração. Deus tem seus escolhidos em todo o mundo. Cristo morreu para comprar com o Seu sangue aqueles que procedem e cada tribo, língua, povo e nação. Deus chama Seus eleitos pela pregação. Devemos, portanto, pregar a tempo e a fora de tempo. Devemos usar todos os meios e formas para levar o evangelho a todas as pessoas em todos os rincões do mundo.

Pessoas estão morrendo todos os dias à nossa volta e ao redor do mundo sem ouvir as boas novas da salvação. Portas outrora abertas estão fechando sem que a igreja as aproveite. Seitas e heresias perniciosas estão se espalhando como rastilho de pólvora enquanto os filhos do Reino estão dormindo. Urge-nos despertarmos para fazermos a obra de Deus enquanto é dia. A evangelização como uma tarefa inacabada não pode mais esperar!

Hernando Dias Lopes – Lagoinha.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s