DST – Demônios Sexualmente Transmissíveis

Poucos problemas afetam tanto a vida espiritual de adolescentes, jovens e adultos, principalmente homens, mas infelizmente, em um crescimento preocupante entre as mulheres, como a pornografia tem afetado. Com o advento da internet, TV por assinatura, propagandas comerciais extremamente sensualizadas e os padrões comportamentais da sociedade atual, o contágio pelo “vírus da pornografia” acontece cada vez mais precocemente e a cada dia amplia exponencialmente seu campo de alcance. Já perdi as contas de quantos jovens me confessaram sofrer desta luta. Pesquisas recentes afirmam que 50% dos jovens confessam ter problemas com a pornografia. Considerando que há uma grande parcela que não tem coragem de confessar a alguém, mas também sofre silenciosamente, estamos diante de um grave problema. Imagino, assim, que neste momento muitos dos que estão lendo este artigo estão combatendo este mesmo combate, uns perdendo sem ao menos se esforçar e outros lutando com todas as suas forças para conseguirem manter a pureza sexual. Sabendo disso, penso que fornecer subsídios e armas para esta guerra deve ser uma das nossas prioridades para este tempo.

Estudos afirmam que a pornografia funciona como uma combinação de múltiplas drogas, interferindo radicalmente no metabolismo cerebral. Há um prejuízo reconhecido do estado de humor, considerável prejuízo na memória, lentificação do raciocínio, interferência negativa em relacionamentos e compromissos, entre outros efeitos deletérios a curto, médio e longo prazo. O maior problema cerebral, no entanto, é que, assim como no uso de múltiplas drogas, há uma forte dependência da prática, popularmente conhecida como vício, tão difícil de ser abandonado quanto às famosas substâncias psicoativas.

Porém, mesmo diante de tantos efeitos cerebrais, o maior e mais doloroso sintoma da pornografia é espiritual. O principal órgão acometido pela “doença” é o espírito. A sensação de culpa costuma ser esmagadora e a consequência é um efeito devastador e afastador de Deus e de Sua paz. Quantos jovens perdem sua juventude consumindo todas as suas forças nesta luta, quando poderiam usar este tempo de força para produzir muito para o Reino de Deus.

dst-680x274

Comparo o que a pornografia faz na vida de um cristão com o que aconteceu na vida de Salomão: um homem com um potencial imenso, uma sabedoria incomparável, um futuro incrível, que se perdeu em meio a impulsos sexuais que não foram controlados. A Bíblia nos conta que Salomão teve 700 mulheres e 300 concubinas (1 Rs 11), ou seja, pelo menos 1000 parceiras sexuais. O grande problema foi que os deuses destas 1000 mulheres entraram em seu coração. Entendo com o texto bíblico de Mateus 19.5 “… E serão dois numa só carne…”, que toda relação sexual é também uma relação espiritual. Quando há uma relação sexual há uma união de dois espíritos em uma carne. Mais do que isso, o texto de 1 Co 6.16 diz: “Porventura não sabeis que aquele que se une com a prostituta, faz-se um corpo com ela? porque, disse, os dois serão uma só carne”. Diante deste texto, entendo que o espírito da prostituição que está em um dos parceiros passa para o outro. Sendo assim, uma relação sexual dentro do casamento é um encontro com Deus, ao passo que uma relação sexual fora do casamento é um encontro entre as pessoas que a praticam e demônios que se entrelaçam entre os dois. Pior do que contrair uma DST (doença sexualmente transmissível) é contrair umDST (demônio sexualmente transmissível). Isto aconteceu com Salomão, inúmeros falsos deuses (demônios) entraram em seu coração. Mas talvez você esteja se perguntando: “O que isto tem a ver com a pornografia”? Jesus afirma que se você olhar para uma mulher com intenção impura, no seu coração já houve uma relação com ela (isto também vale para mulheres em relação aos homens). Pergunto a você, existe alguma outra forma de olhar para uma mulher ou homem de forma tão impura quanto através da pornografia? Eu não conheço. E através desta prática, demônios que habitam em atrizes, atores, modelos, e até mesmo cidadãos comuns que se vestem (ou se despem) de forma sensual e ou pornográfica podem entrelaçar-se à vida de vítimas que cobiçam e desejam estas pessoas, fazendo com elas uma relação sexual de intenção, como Cristo ensina que há, e que é tão grave quanto uma relação física.  Quantas pessoas não têm sido afetadas por esta prática, e quantos espíritos maus não tem circulado entre estes jovens? Isto é mais sério do que pensávamos! A pornografia é o sexo virtual, o que espiritualmente é tão sério quanto o sexo real. A pornografia real de Salomão destruiu sua vida e a pornografia virtual tem destruído milhões de vidas espirituais, famílias e futuros abençoados ao lado do Senhor.

Salomão não soube resolver o problema, talvez porque não teve o privilégio de ter o que temos hoje, conhecer Aquele a quem podemos copiar e vencer qualquer que seja o pecado: Jesus. Entendo que é muito difícil vencer a pornografia e os outros pecados sexuais, mas ao mesmo tempo, concluo que é perfeitamente possível. Se não o fosse a Bíblia não nos recomendaria repetidas vezes e não destacaria de forma tão clara que nos abstivéssemos da prostituição e da impureza sexual. Para exemplificar a importância da pureza, em Atos 15, quando há uma polêmica com respeito ao que a Igreja gentia (nós) deveria incorporar da lei de Moisés, dentre tantos pecados apenas quatro são citados, e entre eles está a impureza sexual. Sendo assim, concluo que é possível. O Senhor não nos pediria algo que não pudéssemos realizar. Mas como vencer esse mal?

Gosto do texto de Colossenses 3.5, Paulo afirma que precisamos fazer morrer a nossa natureza terrena e o texto inclui entre os componentes da natureza terrena, também, os pecados sexuais. Entendi este versículo como uma verdadeira declaração de guerra à nossa natureza pecadora, terrena. Tratando então de guerra à natureza, compararei os pecados sexuais com animais ferozes, agressivos e perigosos (verdadeiros monstros) que necessariamente precisam entrar em extinção. Precisamos caçar e destruir estes animais antes que eles nos destruam. Utilizando uma expressão comum: “precisamos almoçá-los antes que eles nos jantem”. Sabendo disso, a melhor forma de exterminar um animal perigoso é atacando-o enquanto ele não é tão perigoso assim. É preciso aproveitar oportunidades de matá-los logo, enquanto ainda são pequenos filhotes, poucos, antes que cresçam e se reproduzam. Os pecados sexuais precisam ser detonados antes que cresçam. A melhor forma de exterminá-los então é ainda na fase dos primeiros pensamentos, do primeiro olhar, da primeira cogitação. Quanto mais precoce for o nosso combate a eles maiores as nossas chances de vitória. O grande problema é que a grande maioria não mata estes terríveis animais ferozes logo, e ainda os alimenta, tornando-os assim quase imbatíveis.

Além do tempo de nossa resposta a eles é importante que saibamos quais armas podem matá-los. Armas carnais não podem derrotar a natureza carnal, elas são equivalentes, precisamos de armas superiores. As únicas armas capazes de derrotar estes animais ferozes são as armas espirituais, poderosas em Deus para destruição de fortalezas, e acredite, a pornografia é uma baita fortaleza (2 Co 10.4). E obviamente, armas espirituais são adquiridas através do Espírito Santo. Em Gálatas 5.16, Paulo afirma que se andarmos no Espírito jamais satisfaremos aos desejos da carne. Uma vida que não faz as vontades da carne não pode ser outra vida senão uma vida NO ESPÍRITO. Paulo também afirma na primeira carta aos Tessalonicenses (1 Ts 4.3) que a vontade do Pai é a nossa santificação, e a santificação consiste também em abster-se dos pecados sexuais, mas na segunda carta aos mesmos Tessalonicenses (2 Ts 2.13) mostra a origem, onde encontrar, como chegar à santificação: o caminho é o Espírito Santo. Só o Espírito Santo e as armas que Ele nos fornece pode fazer-nos vencer.

Dentre as muitas armas espirituais que o Espírito nos disponibiliza é importante destacar que todas elas não funcionam em seu total potencial se utilizadas esporadicamente. É necessário disciplina, compromisso e aperfeiçoamento contínuo em seu uso. As principais armas são: 1) Oração constante; 2) Leitura da Palavra constante; 3) Jejum constante; 4) Supervisão constante (isto é muito importante); 5) Vigilância constante. Estas armas combinadas e bem manejadas através do Espírito Santo podem garantir a vitória não só contra a pornografia, mas contra qualquer pecado. É possível vencer!

Não desanime em sua luta. É importante que saiba que você não está sozinho, há muita gente guerreando a mesma guerra que você. Faça guerra contra os pecados sexuais, porque eles fazem guerra contra Deus e contra sua alma. Como está escrito na carta aos Hebreus, capítulo 12, versículo 4, nesta luta contra o pecado vá até o ponto de derramar o próprio sangue. Que Deus te arme com o Espírito Santo e Suas armas e que você consiga dizer não aos mínimos impulsos que possam te roubar a presença de Deus. Jesus vem buscar uma noiva pura sexualmente, que você esteja lá!

Jônatas Leonio
izeppe.leonio@gmail.com

Jesus Copy

Acompanhe o Fazedores de Histórias também nas redes sociais:

 Twitter @fazhistorias 

Facebook Fazedores de Histórias 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s